O que os deputados famosos andam falando no Plenário

Levantamento mostra o que Romário, Popó e companhia falaram em discursos na Câmara nos seis primeiros meses de mandato

São Paulo – Nesta quinta-feira (14) o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia (PT-RS), disse que faz uma avaliação positiva de deputados famosos como Tiririca (PR-SP) e Romário (PSB-RJ). Segundo Maia, eles têm conseguido um bom desempenho na casa, embora tenham perfis bastante diferentes.

Romário, por exemplo, costuma discursar com frequência no Plenário, e teve uma emenda – que trata da concessão de benefícios para pessoas portadoras de deficiência – aprovada no começo do mês. Outros são mais reservados, como é o caso de Tiririca, que ainda não fez nenhum discurso e não é de muita conversa com os colegas.

Em seis meses de mandato, outros deputados federais famosos fizeram discursos que foram registrados e estão disponíveis no site da Câmara. Veja abaixo o que eles andaram falando nos últimos meses.

Romário

 

Em seu primeiro discurso no Plenário, em fevereiro, Romário prestou solidariedade às famílias que foram vítimas das enchentes na região serrana do Rio de Janeiro. Também foi solidário às perdas no incêndio que destruiu boa parte dos barracões na Cidade do Samba, semanas antes do carnaval. 

Nos outros três discursos que proferiu, um tema comum: a assistência a portadores de deficiência intelectual ou mental. Romário, que tem uma filha portadora da síndrome de Down, teve uma medida provisória aprovada no começo de julho que concede benefícios tributários a portadores de deficiência. 

O baixinho se dirigiu à presidência da Câmara reivindicando a criação de mais unidades do Centro Vocacional Tecnológico em municípios da região metropolitana do Rio de Janeiro, voltadas especialmente para a educação de pessoas com deficiência.


Tiririca 

 

O palhaço e comediante Tiririca não fez nenhum discurso no Plenário desde que assumiu o cargo de deputado.

 Segundo o presidente da Casa, deputado Marco Maia, Tiririca não é de muita conversa com os colegas durante as sessões. 

Maia ressaltou que considera positivo o desempenho de Tiririca nestes primeiros seis meses de exercício da função.

Jean Wyllys

 

Mais comunicativo, o deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) fez um longo discurso no Plenário em fevereiro. 

Em sua fala, Jean manifestou repúdio às injúrias, piadas e violências praticadas contra homossexuais no País.

 Falou de suas participações em algumas das comissões da Câmara, como a de Finanças e Tributação e a de Direitos Humanos e Minorias..

Danrlei

 

Ex-goleiro, um dos maiores ídolos da história do Grêmio, Danrlei (PTB-RS) falou pouco no Plenário até agora.

Ele fez um discurso no dia 29 de junho, homenageando o aniversário de 40 anos do programa Sala de Redação, de uma rádio gaúcha. Trata-se de um programa no estilo mesa-redonda, em que os participantes discutem sobre futebol. 


 

Popó

O ex-boxeador Acelino Popó (PRB-BA) é um dos mais falantes entre seus colegas deputados famosos, com cinco discursos registrados. Um deles foi para falar do programa que desenvolveu, chamado “Batendo um papo com Popó”. Trata-se de uma série de visitas a escolas das redes pública e privada para conversar com os alunos sobre bullying e violência. 

“Quero dizer aos colegas que este é um projeto muito legal e que estou disponível para bater um papo com a garotada”, disse o deputado. No dia 10 de maio, ele se manifestou pedindo à presidência da Câmara que concedesse acesso à Casa a prefeitos e vereadores que estavam presentes no local naquele dia.

Em outra ocasião, Popó fez uma breve homenagem ao deputado Izalci, que fez aniversário no dia sete de abril. Segundo o boxeador, Izalci, “além de ser companheiro na Câmara, também é um companheiro de futebol”. 

O ex-boxeador também se pronunciou em defesa do deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), que havia dito em seu twitter que negros são descendentes de ancestral amaldiçoado por Noé. “Ele já se desculpou, pediu perdão. Acho que estamos aí para errar e consertar nossos defeitos”, disse o deputado.

Finalmente, Popó também discursou em homenagem ao ex-vice-presidente da República José Alencar, que morreu no começo do ano, vítima de câncer. “Perdi meu pai, há alguns anos, com a mesma doença. Só quero dizer à sua família que Deus vai coloca-lo num lugar muito especial.”