O presidente da Rússia teria problemas de saúde

O problema seria uma antiga lesão na coluna vertebral, agravada em voos, segundo o jornal russo Vedomosti

Moscou – O presidente russo Vladimir Putin precisou adiar viagens ao exterior previstas para outubro e novembro devido a um problema de saúde, afirma nesta quinta-feira o jornal russo Vedomosti.

O problema seria uma antiga lesão na coluna vertebral, que se agravou depois de um voo de Putin na asa delta na Sibéria, no início de setembro, declararam fontes próximas ao Kremlin, citadas pelo jornal.

“O presidente recebe atualmente um tratamento profilático e os médicos recomendaram que desista de todos os voos, que são ruins para a coluna vertebral”, escreve o Vedomosti.

Putin cancelou em outubro uma viagem à Sibéria, onde deveria inaugurar uma importante jazida de gás, Bovanenkovskoya, na península de Yamal, segundo um dirigente do setor de hidrocarbonetos citado pelo jornal.

Desde o começo de outubro, Putin também também fez uma pausa em suas visitas ao exterior, acrescenta o jornal.

Uma cúpula regional da Comunidade de Estados Independentes (CEI, que engloba a ex-URSS exceto os países bálticos e a Geórgia), prevista para 1º e 2 de novembro no Turcomenistão, foi adiada para 5 de dezembro, oficialmente devido a uma agenda apertada dos presidente dos principais países participantes, entre eles Putin.

As viagens do presidente russo à Bulgária, Índia e Turquisa, previsto em novembro, também foram adiados para dezembro.

Dimitri Peskov, porta-voz de Putin, confirmou que o presidente sofria de uma leve lesão esportiva, depois que foi visto mancando em uma cúpula de paísees da Ásia Pacífico em Vladivostok, Extremo Oriental russo, em setembro.

Peskov desmente, no entanto, que esta lesão afete o trabalho do presidente, afirmando que a notícia não tem fundamento.