O impasse do impasse: Conselho Europeu discute adiar o Brexit

Theresa May solicitou que a data de saída do Reino Unido do bloco seja adiada para o dia 30 de junho

Em meio às dificuldades para o Reino Unido aprovar um acordo de saída da União Europeia (UE), o Conselho Europeu se reunirá nesta quinta-feira, 21, para discutir o Brexit. O órgão, formado pelos líderes dos 27 Estados que compõem a UE, debaterá o pedido formal feito pela primeira-ministra britânica Theresa May na última quarta-feira, 20, para adiar a saída do Reino Unido para o dia 30 de junho.

Após a solicitação de May, Donald Tusk, presidente do Conselho, divulgou um comunicado em que afirma ser possível estender o prazo de saída do país, inicialmente estabelecido para o dia 29 de março. Tusk, no entanto, condicionou a postergação da saída à aprovação de um novo acordo na Câmara dos Comuns na próxima semana. O político demonstrou-se disposto a fazer de tudo para evitar que o Reino Unido deixe o bloco sem um acordo.

Para a União Europeia, o Reino Unido pode optar por estender o Brexit até o dia 23 de maio, antes das eleições para o Parlamento Europeu; ou adiá-lo para o final do ano, o que obrigaria os britânicos a participarem do pleito de maio. Em discurso na quarta-feira, 20, May disse que não deseja que seu povo se veja engajado em uma eleição europeia três anos após ter votado por deixar o bloco.

A primeira-ministra costurou um acordo com os outros líderes europeus nos últimos dois anos e meio, mas o Parlamento do seu país negou as duas propostas apresentadas. Na semana passada, os parlamentares, após rechaçarem o segundo texto apresentado por May, decidiram que o país não poderia deixar o bloco sem acordo e que a líder deveria solicitar uma postergação da data de saída. No começo desta semana, o líder da Câmara dos Comuns proibiu que a política apresentasse uma terceira versão similar do texto anterior para nova votação.

O que não está claro ainda é se a União Europeia irá ceder ao prazo pedido pelo Reino Unido ou se May aceitará prorrogar ainda mais o Brexit. As próprias lideranças europeias estão confusas diante do debate. Em entrevista a uma rádio alemã, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, disse que é improvável que o Conselho Europeu consiga tomar uma decisão sobre Brexit nesta quinta-feira e que os líderes provavelmente deverão se encontrar mais uma vez na próxima semana. A espessa neblina de dúvidas dos britânicos deve atravessar o Canal da Mancha nesta quinta-feira.