Número de mortos por ciclone em Bangladesh sobe para 38

O ciclone "Mahasen" tocou em terra ontem de manhã no litoral sul de Bangladesh, nas províncias de Chittagong e, especialmente, na de Barisal

Nova Délhi – O número de mortos por causa do ciclone “Mahasen” em Bangladesh foi atualizado nesta sexta-feira em 38, com o descobrimento dos corpos de cinco crianças que viajavam em uma embarcação, informou a imprensa local.

De acordo com o jornal “The Daily Star”, o número de pessoas mortas no naufrágio da embarcação na baía de Bengala subiu para 27, entre elas 22 crianças, após 22 cadáveres terem sido resgatados ontem. Os corpos foram descobertos no litoral de Teknaf, no distrito de Cox”s Bazar, no sudeste do país asiático.

O inspetor Didar Ferdous afirmou que a embarcação naufragou na noite de quarta-feira na baía de Bengala com um número desconhecido de passageiros, a maioria da etnia muçulmana rohingya a bordo, e se dirigia à Malásia depois de ter partido de Bangladesh.

No entanto, o chefe policial Babul Akhter afirmou que poderia se tratar de um navio do país vizinho Mianmar, que naufragou há dois dias com 200 pessoas a bordo.

O ciclone “Mahasen” tocou em terra ontem de manhã no litoral sul de Bangladesh, nas províncias de Chittagong e, especialmente, na de Barisal, onde nove pessoas morreram e milhares de casas ficaram destruídas.

As autoridades locais deslocaram cerca de um milhão de pessoas das zonas litorâneas do país, além de terem fechado dois aeroportos e da elevação do estado de alarme ao nível sete, em uma escala de um a11.