Número de mortos em desabamento de prédio na Rússia sobe para 38

Centenas de pessoas foram mobilizadas para os trabalhos de resgate, entre elas especialistas procedentes de Moscou e de Ecaterimburgo

Moscou – As autoridades da Rússia elevaram nesta quinta-feira para 38 o número de mortos no desabamento parcial de um prédio residencial na cidade de Magnitogorsk, no distrito dos Urais, ocorrido na última segunda-feira.

“Foi recuperado (entre os escombros do edifício) o corpo de outra vítima, uma mulher”, disse à agência “Interfax” um porta-voz do Ministério de Situações de Emergências da Rússia, que acrescentou que entre os 38 mortos há seis crianças

Por enquanto não se sabe o paradeiro de outras três pessoas que moravam na seção do prédio de dez andares que desabou supostamente devido a uma explosão de gás.

A tragédia, que ocorreu às 6h de segunda-feira (horário local, 23h de domingo em Brasília), afetou, de acordo com dados preliminares, os moradores de 48 apartamentos do edifício.

Centenas de pessoas foram mobilizadas para os trabalhos de resgate, entre elas especialistas procedentes de Moscou e de Ecaterimburgo, capital do distrito dos Urais, que contam com o auxílio de cães farejadores.

As autoridades advertiram que devido às baixas temperaturas, de aproximadamente 20 graus negativos, as possibilidades de encontrar sobreviventes sob os escombros diminuem a cada à medida que o tempo passa.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, visitou na segunda-feira o local do acidente e os hospitais onde foram internados os feridos e de instruções para prestar todo tipo de auxílio aos afetados.