Número de detidos na Inglaterra sobe para 1,6 mil pessoas

Apenas em Londres, 1.103 foram presos

Londres – O número de detidos na Inglaterra por atos violentos, desordens e saques subiu para 1,6 mil pessoas, segundo os últimos dados da Scotland Yard.

Na capital britânica, o número de detidos por atos violentos, desordens e saques, a maioria entre no sábado e na terça -feira, ascende já a 1.103 pessoas, das que 654 foram processadas, segundo os últimos dados da Scotland Yard.

Entre os detidos na capital está um jovem de 19 anos, suspeito de desordens violentas e roubo, que postou uma foto no Twitter na qual mostrava alguns dos artigos que tinha saqueado.

Os agentes também detiveram uma menina de 15 anos e outra adolescente de 16 no bairro de Lewisham, que foi processada por diversos delitos como roubo, posse de uma faca e agressão a um policial.

Em Manchester (norte da Inglaterra), uma das cidades mais prejudicadas pelos distúrbios, junto com o subúrbio de Salford, foram praticadas até o momento 176 detenções, 37 delas nesta quinta-feira à noite.

Alguns dos suspeitos detidos nessa cidade foram capturados em batidas policiais após serem identificados enquanto cometiam os atos de vandalismo.

Em Salford, um adolescente de 15 anos foi detido por ter saqueado um centro comercial após ser entregue à Polícia por sua própria mãe, que lhe reconheceu nas imagens dos suspeitos divulgadas pelos agentes.

Até o momento, foram feitas 50 detenções em Liverpool e 445 em Birmingham.

Em West Midlands (centro), a situação já se acalmou, enquanto em Yorkshire (norte) já foram detidas 23 pessoas nas cidades de Leeds, Huddersfield e Wakefield.

Com o falecimento de um homem de 68 anos que estava em estado grave desde a segunda-feira passada, o número de mortos sobe para cinco pessoas.