Número de colonos judeus na Cisjordania cresce 4% em 2014

Cerca de 375.000 colonos viviam no início de 2014 em uma área da Cisjordânia sob o controle quase exclusivo de Israel, a chamada "zona C"

O número de colonos judeus na Cisjordânia continuou em crescimento em 2014 e é agora de 389.250 pessoas, um aumento de 4% em relação ao ano anterior, segundo os dados do ministério do Interior israelense.

Cerca de 375.000 colonos viviam no início de 2014 em uma área da Cisjordânia sob o controle quase exclusivo de Israel, a chamada “zona C”, onde estão as colônias israelenses, todas elas ilegais do ponto de vista do direito internacional.

Este número representa um aumento de 4,2% em relação a 2013.

Na mesma “zona C” vivem aproximadamente 300.000 palestinos, segundo o Escritório das Nações Unidas para a Coordenação de Assuntos Humanitários (OCHA).

A ONU, a União Europeia e os Estados Unidos, principal aliado de Israel, consideram a colonização como um dos maiores obstáculos aos esforços para resolver o conflito entre isrelenses e palestinos.

As duas colônias mais povoadas são Modiin Ilit, no oeste de Ramallah, com 64.862 habitantes, e Beitar Ilit, no sul de Jerusalém, com 49.580 habitantes, dois centros com uma população de judeus ultraortodoxos.

Logo depois vem Maalé Adumim, no leste de Jerusalém, com 39.973 habitantes.

Estas estatísticas não incluem os cerca de 200.000 israelenses que vivem em Jerusalém Oriental, ocupada e anexada por Israel.