Novos confrontos em Donetsk matam 8 civis em 24 horas

Segundo a ONU, mais de 5.300 pessoas morreram no leste da Ucrânia desde o início do conflito armado em abril de 2014, após a sublevação pró-russa

Kiev – Novos enfrentamentos na região de Donetsk, no leste da Ucrânia, deixaram 15 civis mortos e outros 33 feridos nas últimas 24 horas, informaram nesta quinta-feira as autoridades municipais da cidade.

A prefeitura de Donetsk não detalhou a autoria do ataque, mas as forças governamentais e os separatistas pró-Rússia se acusam mutuamente de bombardear a cidade.

Por outro lado, as autoridades ucranianas denunciaram uma ofensiva com artilharia contra um bairro periférico de Mariupol, leal a Kiev, promovido por milícias rebeldes enviadas ao leste da cidade, que fica próxima do mar de Azov.

“Segundo dados preliminares, não há vítimas entre a população civil. Também não foram registradas baixas entre os militares”, informou o site da prefeitura de Mariupol.

Donetsk é um dos principais pontos de conflito na nova escalada de violência que a Ucrânia vive há duas semanas. Porém, os combates mais intensos seguem em torno da cidade de Debaltsevo, estratégico entroncamento ferroviário entre as regiões de Donetsk e Lugansk.

Milhares de pessoas já abandonaram Debaltsevo, onde não há luz, água e calefação. A evacuação de civis tem se tornado algo complicado por causa dos constantes bombardeios, mesmo com o corredor humanitário estipulado por ambos os grupos.

Segundo a ONU, mais de 5.300 pessoas morreram no leste da Ucrânia desde o início do conflito armado em abril de 2014, após a sublevação pró-russa.