Novo premiê da Tunísia inicia formação de seu governo

O ex-primeiro-ministro Jebali renunciou na terça-feira, depois de não conseguir o apoio de seu próprio partido, o Ennahda

Túnis – O primeiro-ministro designado da Tunísia, Ali Larayedh, deu início neste sábado aos trabalhos para formar um novo governo, após seu antecessor e companheiro de partido, Hamadi Jebali, ter renunciado na sequência de um impasse político. Ambos pertencem à ala mais radical do partido islâmico Ennahda. O líder do partido, Rached Ghannouchi, disse que os esforços estão focados em acrescentar mais dois partidos à coalizão, atualmente com três.

Uma das questões pendentes é a nomeação para os ministérios de Interior, Justiça e de Relações Exteriores, segundo Ghannouchi. Os opositores do governo querem que esses ministérios sejam independentes. “As questões de neutralidade e de membros para o novo governo ainda não foram resolvidas”, disse o líder.

Larayedh, escolhido para ser o novo premiê, prometeu na sexta-feira formar um governo que represente todos os cidadãos do país. “Entraremos em uma fase de formar um governo para todos os homens e mulheres da Tunísia, levando em conta que todos têm direitos e deveres iguais”, afirmou.

O ex-primeiro-ministro Jebali renunciou na terça-feira, depois de não conseguir o apoio de seu próprio partido, o Ennahda, para a formação de um governo de tecnocratas. A crise começou com o assassinato do líder de esquerda Chokri Belaid, há duas semanas. As informações são da Dow Jones.