Novo míssil pode ter produção em massa, diz Coreia do Norte

A declaração do governo de Kim Jong Un indica avanços em sua ambição de ser capaz de atingir os Estados Unidos

Seul – A Coreia do Norte disse nesta segunda-feira que testou com sucesso um míssil balístico intermediário que satisfez todos os requisitos técnicos e que agora pode ser produzido em massa, indicando avanços em sua ambição de ser capaz de atingir os Estados Unidos.

Pyongyang lançou o míssil nas águas de sua costa leste no domingo, em seu segundo teste de míssil em uma semana, o que a Coreia do Sul disse acabar com as esperanças de seu novo governo liberal comandado pelo presidente Moon Jae-in de paz entre os países vizinhos.

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, supervisionou o teste do míssil Pukguksong-2, que confirmou orientação confiável da ogiva nuclear em fase tardia e o funcionamento de um motor de combustível sólido, informou a agência de notícias estatal KCNA.

A agência relatou que Kim disse que o Pukguksong-2 satisfez todas as especificações técnicas necessárias e por isso deve ser produzido em massa e utilizado pela unidade de batalha do Exército Popular da Coreia.