Nove leões morrem envenenados em famoso parque da Tanzânia

Os corpos dos felinos foram encontrados no Parque Nacional de Serengeti, após morrer pela ingestão dos restos envenenados de uma vaca

Dar es Salam – Nove leões morreram por envenenamento no famoso Parque Nacional de Serengeti na Tanzânia, confirmou nesta terça-feira à Agência Efe o Instituto de Pesquisa de Vida Selvagem (TAWIRI) do país africano.

“Pudemos deter dois dos possíveis responsáveis. Se forem declarados culpados, serão empreendidas ações legais contra eles”, declarou à Efe o especialista em leões do TAWIRI Denis Ikanda.

Os corpos dos felinos foram descobertos no parque em 31 de maio, após morrer pela ingestão dos restos envenenados de uma vaca.

Embora a motivação do envenenamento não esteja clara, poderia se tratar de um ato de vingança pelo ataque dos leões ao gado de residentes em aldeias da zona.

“Treinamos gente que rodeia os parques nacionais para lidar com essas situações, porque (…) os leões figuram entre as atrações turísticas que fornecem ao país ingressos turísticos”, acrescentou Ikanda.

Segundo a imprensa local, trata-se do terceiro incidente deste tipo que ocorre na Tanzânia em três anos, o que eleva para 19 o número de leões mortos por envenenamento ou tiroteio em zonas próximas a povoados desde 2015.

O Parque Nacional de Serengeti, no noroeste da Tanzânia e fronteiriço com o Quênia, acolhe mais de 3 mil leões, uma das maiores populações desse animal na África.

Esse parque, cuja continuação no Quênia é a também célebre Reserva Nacional de Masai Mara, é famoso pelo fenômeno natural da Grande Migração.

Todos os anos, entre os meses de junho e outubro, cerca de dois milhões de zebras, gnus e antílopes se deslocam entre o Serengeti e Masai Mara em busca de novos gramados, em um dos maiores espetáculos naturais do planeta.