Nova decapitação é absolutamente repugnante, diz Cameron

Steven Sotloff foi assassinado por jihadistas, algumas semanas depois da morte do também jornalista americano James Foley

Londres – O primeiro-ministro britânico, David Cameron, disse que a aparente nova decapitação de um jornalista americano pelas mãos do Estado Islâmico, divulgada nesta terça-feira em um vídeo, é absolutamente repugnante.

O assassinato do refém Steven Sotloff, algumas semanas depois da morte do também jornalista americano James Foley, pelas mãos de um jihadista de sotaque inglês, “é absolutamente repugnante e vil”, disse Cameron à imprensa.

“Acabo de ver a notícia”, limitou-se a acrescentar o primeiro-ministro.

O Estado Islâmico divulgou um vídeo nesta terça-feira mostrando um jihadista mascarado decapitando um segundo jornalista americano, de acordo com o grupo de monitoramento terrorista SITE.

A Casa Branca afirmou que ainda é preciso verificar a autenticidade da gravação, que mostra, segundo o SITE, a execução de Steven Sotloff, de 31 anos.

No vídeo, o EI também ameaça executar um refém britânico.

O militante mascarado condena os ataques americanos contra o Estado Islâmico e corta a garganta de Sotloff. Depois apresenta um segundo refém, identificado como um britânico, e ameaça matá-lo.

“Estou de volta, Obama, e estou de volta por causa de sua arrogante política externa em relação ao Estado Islâmico”, afirma o jihadista, em aparente referência ao vídeo anterior no qual Foley também foi executado por decapitação.