Nigéria confirma mais dois casos de ebola

As duas pessoas infectadas são casadas com um homem e uma mulher que tiveram contato direto com o liberiano-americano Patrick Sawyer

Abuja, Nigéria - O governo da <strong><a href="http://www.exame.com.br/topicos/nigeria">Nigéria</a></strong> revelou nesta sexta-feira, 22, a existência de mais dois casos de <strong><a href="http://www.exame.com.br/topicos/ebola">ebola</a></strong> no país. </p>

A questão é que os dois infectados não fazem parte do grupo de pessoas que cuidou do passageiro que chegou de avião ao país com os sintomas da doença e morreu posteriormente, informou o ministro da Saúde Onyebuchi Chukwu.

As duas pessoas infectadas são casadas com um homem e uma mulher que tiveram contato direto com o liberiano-americano Patrick Sawyer, que viajou para a Nigéria no mês passado e infectou outras 11 pessoas antes de morrer, em julho.

Os cônjuges dos novos infectados também morreram em decorrência da doença, informou Chukwu aos repórteres em Abuja, a capital do país.

Autoridades nigerianas inicialmente afirmaram que o risco de exposição a outras pessoas era mínimo, porque Sawyer foi levado para isolamento após chegar ao aeroporto.

No início deste mês, porém, Jider Idris, comissário de saúde de Lagos, a maior cidade do país, reconheceu que Sawyer não foi colocado em quarentena no primeiro dia em que chegou à Nigéria.

Os dois casos recentes elevam o número de infectados confirmados na Nigéria, incluindo Sawyer, para 14.

Cinco pacientes morreram por causa do ebola, cinco se recuperaram e saíram do hospital e outros quatro estão em tratamento, em condição de isolamento em Lagos – a capital comercial onde o voo de Sawyer aterrissou.

Fonte: Associated Press.