Nigéria anuncia sétima morte por ebola

Nova vítima é um paciente que estava sob supervisão após a morte de um médico nesta mesma cidade, em 22 de agosto

Abuja – Uma sétima pessoa morreu na Nigéria de ebola em Port Harcourt, principal cidade da região petrolífera do sudeste do país, informou nesta quarta-feira o Ministério da Saúde.

A nova vítima é um paciente que estava sob supervisão após a morte de um médico nesta mesma cidade, em 22 de agosto.

As outras cinco pessoas morreram em Lagos, capital econômica do país. Quatro pertenciam ao quadro de profissionais de saúde que atenderam o primeiro caso de ebola na Nigéria, o do americano-liberiano Patrick Sawyer, segundo o porta-voz do ministério, Dan Nwomeh.

No total, 11 das 18 pessoas que contraíram o vírus ainda estão vivas. Nove delas foram curadas e as outras duas ainda estão em isolamento, indicou o porta-voz em uma série de mensagens no Twitter.

No total, a epidemia de ebola no oeste africano matou mais de 1.900 pessoas, de um total de 3.500 casos confirmados, de acordo com o último relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgado nesta quarta-feira.

Os novos números marcam uma aceleração acentuada na mortalidade desde a semana passada, quando a OMS relatou 1.552 mortes de 3.069 casos confirmados.