Nigéria anuncia morte de líder do Boko Haram

Militares também afirmaram recentemente que haviam matado outro chefe islamita que se fazia passar por Shekau

Abuja – O Exército da Nigéria afirmou nesta quarta-feira que o líder do grupo armado islamita Boko Haram, Abubakar Shekau, está morto, sem esclarecer onde, como ou quando ele morreu.

Os militares também afirmaram recentemente que haviam matado outro chefe islamita que se fazia passar por Shekau.

O porta-voz militar Chris Olukolade anunciou a morte de um combatente islamita chamado Mohamed Bashir durante combates na cidade de Kondunga, no estado nigeriano de Borno (nordeste).

“Bashir tem atuado ou aparecido em vídeos como se fosse o falecido Abubakar Shekau, o excêntrico personagem conhecido como líder do grupo Boko Haram”, acrescentou.

Fontes das forças de segurança já havia anunciado a morte de Shekau em duas oportunidades desde 2009, mas é a primeira vez que exército afirma isso oficialmente.

Olukolade não deu detalhes sobre a morte do verdadeiro Abubakar Shekau, indicando que seu nome virou uma “marca do líder terrorista”.

Boko Haram (“A educação ocidental é pecado”, em língua hausa) combate pela criação de um Estado islâmico.

O grupo pretende estabelecer um califado no noroeste da Nigéria.

A insurreição do Boko Haram e sua feroz repressão pelas forças de segurança nigerianas deixaram 10.000 mortos desde 2009, segundo as autoridades da Nigéria, assim como mais de 650.000 deselocados, segundo a ONU.