Nevasca causa 19 mortes e afeta milhares de pessoas no Japão

Um total de 19 pessoas morreu no Japão por causa das fortes tempestades de neve registradas neste fim de semana

Tóquio – Um total de 19 pessoas morreu no Japão por causa das fortes tempestades de neve registradas neste fim de semana, enquanto milhares de cidadãos seguem presos em estradas e linhas férreas desde a noite da última sexta-feira.

A maioria das mortes está relacionada a acidentes de trânsito, registrados em várias zonas do país, e ao desabamento de telhados devido ao grande acúmulo de neve, informou nesta segunda-feira a imprensa japonesa.

Em Yamanashi, no centro do país, duas pessoas morreram no sábado por congelamento enquanto tentavam chegar em casa caminhando, já que o veículo em que seguiam acabou preso na neve.

Nessa mesma província, a nevasca registrada entre a noite de sexta e a manhã de sábado deixou um acumulo de 114 centímetros na capital, Kofu, e de 143 centímetros no turístico entorno do lago Kawaguchi, quantidades que supõem um recorde histórico.

A magnitude desta segunda nevasca em uma semana causou cortes em mais de 50 trechos de estrada, o que deixou cerca de mil pessoas sem poder retornar às suas casas desde a última sexta, informou hoje a emissora pública ‘NHK’.

Além disso, aproximadamente 500 passageiros seguem presas em trens e estações entre as paradas de Otsuki e Sakaori, da linha Chuo de trem, que atravessa esta cidade.

Em Nagano, também no centro do país, pelo menos 800 motoristas estão em situação similar devido ao fechamento das estradas.

As autoridades improvisaram banheiros químicos ao longo das estradas e, em Yamanashi, 55 refúgios amparam cerca de 1,6 mil pessoas.

Nesta mesma província, na cidade de Hayakawa, cerca de 1,2 mil habitantes permanecem incomunicáveis.

As Forças de Autodefesa (Exército) se uniram aos trabalhos para retirar a neve das vias de comunicação.

A nevasca também já começa a afetar a potente indústria japonesa de automóvel, tendo em vista que algumas montadoras paralisaram suas fabricas por conta da falta de peças e funcionários.

O mau tempo também provocou o cancelamento de dezenas de voos em boa parte do país, enquanto a ilha setentrional de Hokkaido, onde as autoridades aguardam novas nevascas e fortes ventos, segue em alerta.