Negociações sírias começarão com delegação do governo

Está previsto que a delegação aterrisse em Genebra ao redor das 13h local (10h, em Brasília) e que essa 1ª reunião ocorra às 16h local (13h, em Brasília)

Genebra – As negociações de paz para a Síria começarão nesta sexta-feira com uma reunião entre o mediador da ONU, Staffan de Mistura, e a delegação enviada pelo regime de Bashar al Assad.

“O senhor de Mistura começará com uma reunião com a delegação governamental, que é presidida pelo embaixador da Síria perante a ONU, Bashar Jaafari”, indicou Jessy Chahine, da equipe de imprensa do mediador.

Está previsto que a delegação oficial aterrisse em Genebra ao redor das 13h local (10h, em Brasília) e que essa primeira reunião ocorra às 16h local (13h, em Brasília) no recinto das Nações Unidas.

Uma fonte síria em Genebra disse que as consultas serão supervisadas desde Damasco pelo vice-ministro de Relações Exteriores, Faiçal Miqdad.

Além disso, a fonte indicou que depois da reunião com De Mistura, a delegação governamental se reunirá com diplomatas russos credenciados perante a ONU em Genebra.

Mistura receberá depois outros participantes das negociações e representantes da sociedade civil, sem precisar seus nomes e nem as organizações às quais representam.

Deste modo, a terceira conferência de paz para a Síria começará sem a presença da principal aliança opositora, a Comissão Suprema para as Negociações (CSN), cujos dirigentes decidiram ontem em Riad que, por enquanto, não enviariam sua delegação às negociações na Suíça.

No entanto, a CSN se reunirá hoje novamente para continuar analisando a situação e eventualmente despachar a seus à Genebra.

A principal justificativa desta ausência tem a ver com o pedido que esse grupo de opositores formulou à ONU para que garanta o cumprimento de uma resolução do Conselho de Segurança em favor do acesso humanitário às áreas sob cerco militar.

A CNS reivindica que estes bloqueios sejam levantados e que tanto o regime sírio como a Rússia cessem seus bombardeios.