Negociações entre Irã e 5+1 serão Moscou em 18 e 19/06

"O Irã declarou estar pronto para abordar a questão do enriquecimento de urânio a 20%", disse Catherine Ashton

Bagdá – O Grupo 5+1 de grandes potências e o Irã chegaram a um acordo sobre a próxima rodada de negociações, programada para os dias 18 e 19 de junho em Moscou, declarou nesta quinta-feira a chefe da diplomacia europeia, Catherine Ashton, após dois dias de discussões em Bagdá.

“Nós iremos manter os contatos intensivos com nossos homólogos iranianos para preparar uma nova reunião em Moscou (…) nos dias 18 e 19 de junho”, disse durante a coletiva de imprensa.

“Está claro que as duas partes querem fazer progressos e que têm pontos em comum. Mas restam importantes divergências”, ressaltou sobre o conteúdo das discussões.

“O Irã declarou estar pronto para abordar a questão do enriquecimento de urânio a 20%”, acrescentou.

Este anúncio acontece após dois dias de negociações entre as duas partes e no momento em que a reunião ameaçava fracassar, sem existir nem mesmo um acordo sobre novas discussões.

O desafio da reunião de Bagdá era tentar lançar as bases para um processo de negociação com o objetivo de resolver esta crise, que abala as relações entre o Irã e parte da comunidade internacional e ameaça a região com um conflito armado.

O Grupo 5+1 exige do Irã “garantias” de que ele não pretende fabricar armas nucleares, como suspeitam alguns países ocidentais e Israel. Por sua vez, Teerã deseja a retirada das sanções econômicas impostas pela ONU e por países ocidentais.

Originalmente programada para acontecer apenas na quarta-feira, as discussões foram estendidas para esta quinta-feira.

Elas incluem o Irã, a UE e os representantes do 5+1, União Europeia e membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU (Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Rússia, China), além da Alemanha.