Navio chinês aponta para barco japonês com radar de disparos

A informação foi feita pelo ministro japonês da Defesa

Uma fragata chinesa apontou em pelo menos uma ocasião contra um navio japonês com um radar de guia de disparos, afirmou nesta terça-feira o ministro nipônico da Defesa, em um momento de disputa territorial sobre um grupo de ilhas entre os dois países.

“Em 30 de janeiro, um radar de guia de disparos foi dirigido contra um navio escolta das Forças de Autodefesa (Forças Armadas japonesas) no Mar da China oriental. O ministério teve hoje (terça-feira) a confirmação que este radar foi utilizado”, declarou o ministro Itsunori Onodera em entrevista coletiva, especialmente convocada para a ocasião.

Onodera afirmou que um helicóptero militar japonês também foi alvo de um radar similar alguns dias antes.

“Apontar com tal radar é anormal”, disse o ministro.

“Pode gerar uma situação muito perigosa no caso de um passo em falso. Pedimos a China que se abstenha de realizar este tipo de atos perigosos”, completou.

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, denunciou na semana passada “provocações por terra, água e ar”.

Abe fez referência às frequentes incursões de barcos e aviões chineses perto das ilhas Senkaku, administradas pelo Japão, mas reivindicadas pela China com o nome de Diaoyu.