Naufrágio em Bangladesh deixa ao menos 11 mortos

Pelo menos 11 pessoas morreram e 30 estão desaparecidas após o incêndio e o naufrágio de uma embarcação com quase 100 passageiros

Nova Deli – Pelo menos 11 pessoas morreram, entre elas cinco crianças, e 30 estão desaparecidas após o incêndio e o naufrágio de uma embarcação com quase 100 passageiros em Bangladesh, informou nesta terça-feira uma fonte policial.

O fato ocorreu ontem por volta das 20h locais (12h de Brasília) no rio Surma, na província de Sylhet, quando uma estufa provocou um incêndio, segundo o oficial da polícia regional Shahjahan Munshi.

Munshi explicou ao jornal bengalês “The Daily Star” que as chamas causaram pânico entre os tripulantes e muitos deles se atiraram na água inclusive antes de a embarcação afundar.

Um superintendente da polícia local, Harunur Rashid, contou que cerca de 40 passageiros conseguiram nadar até a margem e detalhou que o número de desaparecidos pode chegar a 50, diz o jornal bengalês “Bdnews24”.

De acordo com Rashid, a maioria dos tripulantes da embarcação era de trabalhadores de uma pedreira.

Um alto comando da equipe de bombeiros encarregada dos trabalhos de resgate, Md Tareque, explicou que alguns corpos recuperados tinham graves queimaduras.

Os naufrágios são frequentes em Bangladesh, sobretudo no chamado Delta do Ganges, que cobre a maior parte de seu território e que é composto pela foz desse rio, assim como as dos leitos fluviais do Brahmaputra e o Meghna.

Na maioria dos casos, os naufrágios se devem à sobrecarga e ao mal estado das embarcações.