“Não” ganharia com 52% na Escócia, segundo nova pesquisa

Pesquisa, elaborada pelo instituto ICM com uma amostragem de mil pessoas, estima que 14% dos escoceses ainda não possuem uma postura definida sobre o plebiscito

Londres – Uma pesquisa publicada nesta terça-feira pelo jornal escocês “The Scotsman” prevê vitória do “não” no referendo da quinta-feira com 52% dos votos, contra 48% de cédulas favoráveis ao “sim”.

A pesquisa, elaborada pelo instituto ICM com uma amostragem de mil pessoas, estima que 14% dos escoceses ainda não possuem uma postura definida sobre o plebiscito.

Com o número de indecisos incluído, os votos favoráveis a que a Escócia continue no Reino Unido alcançariam 45%, segundo essa pesquisa, enquanto os independentistas seriam 41%.

O resultado do estudo segue a linha de outras pesquisas divulgadas nos últimos dias que sentenciam uma vitória apertada do “não”.

No domingo, o jornal “The Observer” publicou os resultados de uma pesquisa de opinião que dava 47% dos votos ao “sim” à independência, frente a 53% contrários.

Nesse mesmo dia, o diário “The Sunday Times” divulgou um estudo da Panelbase que dava 1,2 pontos de vantagem aos unionistas (50,6% dos votos para o “não” contra 49,4% para o “sim”).

O “Sunday Telegraph”, ao contrário, divulgou uma pesquisa da empresa ICM que dava uma vantagem com certa margem para o “sim”, que ganharia com 54% contra 46%, segundo a pesquisa realizada com 705 pessoas.