AES vai investir US$ 1,3 bilhão em geradora na Bulgária

<I>Emergentes europeus estão crescendo pelo menos 4% ao ano nos últimos quatro anos e tornaram-se atrativos para investimentos estrangeiros em infra-estrutura</I>

A empresa de energia americana AES (controladora, no Brasil, da Eletropaulo) está apostando no crescimento econômico do leste europeu e vai investir 1,3 bilhão de dólares em um projeto de geração de energia na Bulgária. Segundo o presidente executivo da companhia, Paul Hanrahan, a iniciativa será a primeira de uma série direcionada aos países emergentes da Europa.

O mercado de energia elétrica nestes países está cada vez mais atrativo. Romênia e Bulgária, que pretendem ingressar na União Européia em 2007, estão registrando taxas de expansão econômica anual de pelo menos 4% nos últimos quatro anos, quase o dobro da média dos países-membros da UE.

Segundo reportagem do diário americano The Wall Street Journal, a AES está interessada em adquirir as distribuidoras e geradoras estatais da Romênia e considera aquisições na Polônia e Turquia. O Banco Mundial calcula que a região necessita de 17,6 bilhões de dólares para atualizar o parque energético existente ou construir novas plantas.