DaimlerChrysler sai do capital da Mitsubishi

<I>Participação de 12% gerava atrito entre executivos da DC</I>

A montadora DaimlerChrysler (DC) anunciou nesta sexta-feira (11/11) que vai se desfazer da participação de 12,4% na Mitsubishi Motors, investimento que tem sido fonte de atrito entre executivos da companhia germano-americana. A venda, que deve ser concluída ainda neste ano, deve impulsionar a receita para 2005 em 588 milhões de dólares.

No ano passado, a continuidade do vínculo com a japonesa opôs o presidente executivo da DC, Juergen Schrempp ao seu sucessor em janeiro de 2006, Dieter Zetsche, partidário da venda das ações.

A DaimlerChrysler e a Mitsubishi afirmam que o negócio não vai interferir em joint-ventures existentes entre as duas companhias, como a fabricação conjunta de motores, utilitários esportivos e de picapes para Europa, América do Norte, China e África do Sul.

O valor de mercado da DC despencou 40% desde 1998 — quando foi selada a fusão entre a americana Chrysler e a alemã Daimler –, passando de 84,1 bilhões de dólares para 50,6 bilhões.