Novartis vai comprar mais 58% do capital da Chiron por US$ 5,1 bi

<I>Vendas de vacinas devem dobrar nos próximos cinco anos, para mais de US$ 20 bilhões em 2009, ante US$ 9,6 bilhões em 2004</I>

Por 5,1 bilhões de dólares, a suíça Novartis vai completar a aquisição da Chiron, especializada em vacinas, testes de sangue e biofármacos. A operação envolve a compra dos 58% do capital da americana que ainda não pertencem à Novartis. A oferta anterior, de 4,5 bilhões de dólares, havia sido considerada baixa pelo conselho da Chiron.

Por anos, a Novartis encarou sua participação de 42% no capital da Chiron como um investimento financeiro, mas agora encara a transação como sua estréia no mercado global de vacinas. A americana é a quinta maior do setor e faturou 1,7 bilhão de dólares em 2004. No mercado global, estima-se que as vendas de vacinas vão mais do que dobrar nos próximos cinco anos, para mais de 20 bilhões de dólares em 2009, ante 9,6 bilhões em 2004.

Segundo o diário americano The Wall Street Journal, analistas vêm o negócio como prelúdio de mais aquisições na área de vacinas. As preocupações com a disseminação de novas doenças, como a gripe aviária, detonaram nas companhias um incremento na pesquisa. Também cresceu a estocagem de vacinas por parte de governos.

A compra da Chiron marca a terceira grande aquisição da Novartis, a segunda maior companhia farmacêutica da Europa. Foram compradas duas grandes produtoras de medicamentos genéricos por 8,3 bilhões de dólares. E, por 660 milhões de dólares, a Novartis adquiriu da Bristol-Myers Squibb a área de remédios dispensados de prescrição médica.