Mulheres dão primeiro beijo gay após missão da Marinha

A praça foi escolhida em um sorteio para manter a tradição do "primeiro beijo" após o retorno do Oak Hill, que concluiu uma missão de 80 dias na América Central

Washington – A Marinha dos Estados Unidos entrou nesta quinta-feira em uma nova era: duas mulheres homossexuais protagonizaram o famoso “primeiro beijo” após a volta de um navio de guerra de uma longa missão.

Na quarta-feira, logo após a chegada do Oak Hill ao porto de Virginia Beach, a praça Marissa Gaeta da Marinha dos Estados Unidos desembarcou e beijou sua companheira Citlalic Snell, também da Marinha, informou o capitão de corveta Bill Urban, porta-voz da força.

Marissa Gaeta, 22 anos, estava com seu uniforme quando Citlalic Snell, 23, a recebeu entre aplausos de parte da tripulação.

Há exatamente um ano, o presidente Barack Obama revogou a lei “Don’t ask, don’t tell”, que proibia os militares americanos de divulgar sua homossexualidade, sob pena de baixa.

A tradição do “primeiro beijo” após o retorno de um navio da Marinha americana “é muito antiga”, destacou o comandante Urban.

Segundo oficiais da US Navy, esta é a primeira vez que duas pessoas do mesmo sexo são escolhidas para “marcar” este “primeiro beijo”.

Gaeta foi escolhida em um sorteio para manter a tradição após o retorno do Oak Hill, que concluiu uma missão de 80 dias na América Central.