Mulher é nomeada vice-governandora do Banco Central do Irã

Minou Kianirad substitui Hamid Purmohamadi, detido no final do mês passado por envolvimento no maior caso de corrupção descoberto no país

Teerã – Uma mulher, Minou Kianirad, foi nomeada vice-governadora do Banco Central do Irã, cargo no qual substitui Hamid Purmohamadi, detido no final do mês passado por envolvimento no maior caso de corrupção descoberto no país, informou neste domingo a agência local ‘Fars’.

Kianirad foi designada pelo governador do Banco Central, Mahmoud Bahmani, vice-governadora e chefe do Departamento de Moeda Estrangeira, um cargo muito delicado dadas as dificuldades que o Irã tem para a transferência de divisas fortes, como dólares e euros, devido às sanções internacionais.

A missão de Kianirad, que antes esteve à frente do Departamento de Assuntos Internacionais, será a ‘estabilizar o mercado de moeda estrangeira do Irã, que sofre muitas oscilações’, destacou a fonte.

Após sua designação, ela se une às poucas mulheres com altos cargos nas instituições públicas iranianas, como a ministra da Saúde, Marzieh Vahid Dastjerdi, e as oito deputadas do Parlamento consultivo do país, que conta com 290 cadeiras.

Seu antecessor, Purmohamadi, foi detido há pouco menos de um mês por envolvimento com o desfalque de US$ 2,6 bilhões no qual estão implicados vários bancos públicos e privados iranianos e pelo qual estão em prisão preventiva pelo menos 23 pessoas.

Este caso, revelado em meados de setembro e que constitui o maior escândalo de corrupção conhecido nos 32 anos de história da República Islâmica do Irã, gerou uma avalanche de críticas ao governo e ataques políticos de seus rivais ao presidente, Mahmoud Ahmadinejad.