Muçulmanos lançam campanha contra o Estado Islâmico

Iniciativa lembra que o grupo terrorista não representa a religião

São Paulo – O grupo extremista Estado Islâmico (também conhecido como ISIS ou ISIL) faz uso efetivo das mídias sociais e outros meios de comunicação para espalhar suas mensagens, liberando vídeos sangrentos no YouTube, por exemplo, e lançando campanhas com hashtags ameaçadoras aos grupos e países contrários as suas ideologias.

Agora, entretanto, após os ataques terroristas reivindicados pelo grupo na última sexta-feira (13), em Paris, muçulmanos de todo o mundo resolveram fazer o caminho contrário: criar uma campanha para lembrar que o Estado Islâmico não representa a sua religião com o uso da hashtag #NotInMyName “não em meu nome” na tradução literal.

Além do apoio que já ganhou milhares de adeptos e tem crescido cada vez mais ao redor do planeta, a campanha também ganhou um vídeo.