Muçulmano suspeito de matar uma vaca é linchado na Índia

O sacrifício das vacas é proibido em muitos estados da Índia, país onde 80% da população se declara hindu

Um muçulmano suspeito de matar uma vaca foi linchado até a morte por uma multidão na região central da Índia, anunciou neste domingo a polícia, no mais recente caso de assassinato vinculado a este animal sagrado do hinduísmo.

Siraj Khan, um alfaiate de 45 anos, foi atacado na sexta-feira em Satna, distrito do estado de Madhya Pradesh. Ele morreu no local, segundo a polícia.

O sacrifício das vacas é proibido em muitos estados da Índia, país onde 80% da população se declara hindu. Apenas oito estados dos 29 autorizam a medida.

Em algumas localidades a morte de uma vaca pode resultar em uma pena de prisão perpétua.

Milhões de pessoas de minorias muçulmanas e cristãs consomem carne bovina, mas é difícil de encontrar o alimento.