Mortos por gripe aviária na China já chegam a 36, diz OMS

Mais quatro pessoas morreram na China por causa de uma nova cepa da gripe aviária, elevando o total de vítimas pelo vírus H7N9 a 36 mortos em 131 casos confirmados

Londres – Mais quatro pessoas morreram na China por causa de uma nova cepa da gripe aviária, elevando o total de vítimas pelo vírus H7N9 a 36 mortos em 131 casos confirmados, disse a Organização Mundial da Saúde na sexta-feira.

Segundo a OMS, as quatro mortes decorrem de casos já previamente confirmados em laboratórios. Desde 8 de maio não há novas contaminações.

A OMS reiterou que não há indícios de que a nova cepa de gripe aviária seja facilmente transmissível entre humanos, o que poderia gerar o risco de uma pandemia.

Mas a agência da ONU alertou que até que a fonte da infecção seja identificada e controlada provavelmente haverá novos casos humanos de contaminação pelo H7N9.