Furacão Otto já contabiliza 4 vítimas na Costa Rica

A causa da morte das quatro pessoas foi um deslizamento de terra em Guayabo de Bagaces, na província de Guanacaste

San José – O número de mortos pela passagem do furacão Otto na Costa Rica aumentou nesta sexta-feira para quatro, segundo anunciou o representante do Órgão de Investigação Judicial (OIJ) do país centro-americano, Luis Guillermo Fonseca.

Esta quarta vítima “está relacionada com as outras três, mas, por enquanto, não posso explicar mais, já que estamos tentando resgatar o corpo”, afirmou Fonseca.

A causa da morte das quatro pessoas foi um deslizamento de terra em Guayabo de Bagaces, na província de Guanacaste, e foram identificadas três: os irmãos Denis e Marisa Alvarado Méndes, e Ornaldo Obregón, marido da mulher, segundo o chefe do OIJ.

“Neste momento, os corpos de três dos mortos estão sendo transferidos ao necrotério do Hospital da Libéria para que sejam submetidos à necrópsia enquanto estamos tentando resgatar o quarto corpo”, comentou Fonseca.

O chefe do OIJ advertiu que “não serão tolerados atos de rapina, saque e bandoleirismo nas zonas atingidas pelo furacão e a Procuradoria Geral processará os que forem detidos nessas ações por crime de roubo agravado. Todo o peso da Justiça cairá sobre eles”, finalizou.

O presidente da Costa Rica, Luis Guillermo Solís, manifestou seu pesar pela morte de pessoas e afirmou que também há desaparecidos, mas cuja quantidade não está clara, pois as informações que as autoridades recebem é muito variável e deve ser confirmada.