Mortes por gripe aviária sobem para 27 na China

Segundo cientistas, vírus, que já contaminou 127 pessoas na China, é uma ameaça à saúde mundial e deve ser levado a sério

Pequim – Um homem de 55 anos morreu na região central da China em decorrência de um novo tipo de gripe aviária, elevando a 27 o total de vítimas fatais por causa do misterioso vírus H7N9, disse a agência estatal de notícias Xinhua nesta quinta-feira.

O vírus, que já contaminou 127 pessoas na China, é uma ameaça à saúde mundial e deve ser levado a sério, disseram cientistas na quarta-feira.

A Organização Mundial da Saúde (OMS), com sede em Genebra, descreveu o H7N9 como “um dos mais letais” vírus de gripe, mas disse que por enquanto não há indícios de transmissão entre humanos.

A nova vítima, identificada pela Xinhua apenas como Jiao, vendia porco cozido e foi diagnosticado com o vírus em 26 de abril. Ele morreu na província de Hunan.

Até agora, 26 pessoas se recuperaram depois de contrair o vírus, segundo a Xinhua.