Morte em massa de baleias choca a Nova Zelândia

Dezenas de pessoas trabalham para tentar salvar os animais que ainda estão vivos

São Paulo – Pelo menos 300 baleias-piloto morreram nesta sexta-feira na costa da Nova Zelândia após terem encalhado na remota Baía Dourada na Ilha do Sul.

O Ministério da Conservação estima que, ao todo, cerca de 410 baleias encalharam na noite de quinta-feira em uma área arenosa conhecida como Farewell Spit.

baleia-resgate

 (Anthony Phelps/Reuters)

Dezenas de salva-vidas e voluntários estão trabalhando contra o relógio para manter as baleias sobreviventes vivas até que a maré alta se forme novamente e retire os animais dessa situação.

A baleia-piloto é caracterizada por sua cabeça abobadada, sem bico definido, e pelo corpo robusto que pode crescer entre seis e sete metros de comprimento.

baleia-novazelandia

 (Anthony Phelps/)

As razões que levaram as baleias a encalharem ainda são desconhecidas, embora a Baía Dourada, que tem águas rasas, seja conhecida por esses tipos de incidentes.

encalhe

 (/)

Em fevereiro de 2015, uma operação para salvar 200 baleias-piloto que encalharam também ocorreu na mesma área.

As razões que levam baleias e outros cetáceos a encalharem  são um dos maiores mistérios da biologia marinha que os cientistas há anos tentam solucionar.

Vários fatores podem estar envolvidos — doenças, ferimentos, o uso de sonares poderosos por embarcações militares e de pesca industrial e até mesmo a influência gravitacional da Lua são alguns deles. Agora, cientistas da agência espacial americana, Nasa,  estudam mais uma razão possível, o efeito de tempestades solares.