Morrem 19 supostos criminosos em confrontos no México

oram registradas as mortes de 19 supostos criminosos durante confrontos com as forças federais mexicanas no noroeste do país

México – Foram registradas as mortes de 19 supostos criminosos em três confrontos com as forças federais mexicanas nesta quarta-feira no estado de Tamaulipas, no nordeste do México, informaram à Agência Efe fontes oficiais.

O Grupo de Coordenação Tamaulipas informou por meio de comunicado que o primeiro dos conflitos foi registrado em Matamoros, cidade que faz fronteira com os Estados Unidos, onde agentes federais “abateram” três homens.

As forças federais apreenderam três fuzis, 16 carregadores, dois porta-carregadores, quatro coletes à prova de balas e uma caminhonete classificada como roubada.

No segundo confronto nas imediações do povoado Nuevo Progreso, no município de Río Bravo, morreram nove civis armados. Foram confiscados nove fuzis, cartuchos de munição e dois veículos, um com blindagem.

O terceiro confronto ocorreu entre os municípios de Matamoros e Río Bravo e sete dos supostos criminosos morreram. O Exército apreendeu sete fuzis, dois fuzis Barret de alto calibre e sete veículos.

Segundo o Grupo de Coordenação Tamaulipas, nos três casos as forças de segurança federais foram atacadas por civis armados e as mortes se ocorreram “ao repelir a agressão”.

Tamaulipas foi por anos cenário de violentos conflitos entre o crime organizado, principalmente o Cartel do Golfo e Los Zetas, e entre os delinquentes e as forças de segurança.

Com o aumento da violência em Tamaulipas, o governo de Enrique Peña Nieto mobilizou em maio um maior número de forças federais no estado e ordenou a eliminação “completa” das instituições de segurança.