Morre quarta vítima do atentado jihadista em Estrasburgo

No total, 16 pessoas foram atingidas pelos disparos da pistola ou pelos golpes de faca do terrorista Chérif Chekatt

Paris – Uma quarta pessoa morreu nesta sexta-feira em consequência dos ferimentos que sofreu no atentado jihadista cometido no mercado de Natal de Estrasburgo na terça-feira passada, informou à Agência Efe a promotoria antiterrorista da França.

Trata-se de uma vítima que estava em situação muito crítica, segundo a fonte.

O promotor antiterrorista, Rémy Heitz, lembrou ainda que outra das vítimas se encontra em estado de morte cerebral.

No total, 16 pessoas foram atingidas pelos disparos da pistola ou pelos golpes de faca do terrorista Chérif Chekatt. Quatro dos feridos já deixaram o hospital.

O autor do massacre, nascido em Estrasburgo há 29 anos, conseguiu escapar após cometer o atentado, mas foi abatido 48 horas mais tarde (na noite passada) no bairro de Neudorf, onde tinha crescido e viviam seus pais.

Ali era onde sua pista havia sido perdida na terça-feira passada, depois de utilizar um táxi na sua fuga e após escapar de três tiroteios com as forças da ordem, e se suspeita que ali permaneceu dois dias escondido.

No entanto, depois que a polícia divulgou cartazes com sua fotografia e fez um apelo pedindo a colaboração da população, foi reconhecido por uma moradora do bairro que alertou à polícia.

Quando uma patrulha o surpreendeu, Chekatt disparou contra os agentes, que reagiram e lhe mataram em seguida. EFE