Morre 7ª vítima do massacre de Liège, após 10 dias em coma

O jovem morto nesta sexta tinha ficado gravemente ferido por uma granada e permanecia em estado crítico

Bruxelas – A morte de um jovem estudante de 20 anos nesta sexta-feira, após permanecer dez dias em coma, eleva a sete o número de vítimas do massacre de Liège (leste da Bélgica), um trágico episódio que provocou uma grande comoção no país.

Nordine Amrani, belga de 33 anos com uma ampla ficha criminal, semeou o pânico no dia 13 de dezembro em uma movimentada praça de Liège ao abrir fogo de maneira indiscriminada contra os transeuntes, antes de se suicidar com um tiro na cabeça.

O jovem morto nesta sexta tinha ficado gravemente ferido por uma granada e permanecia em estado crítico desde então, até que sua saúde piorou na quinta-feira, segundo informa a agência de notícias ‘Belga’.

Com a morte do estudante, o número total de vítimas se eleva para sete: cinco transeuntes que perderam a vida no ataque à Praça Saint Lambert, o próprio Amrani e outra mulher encontrada morta na casa do assassino, que teria recebido um tiro momentos antes do massacre.