Turquia sabe onde estão 700 mísseis da Síria, diz ministro

A declaração foi feita no dia em que a Otan se reúne para aprovar o pedido turco para deslocar o sistema de antimísseis terra-ar Patriot para a sua fronteira com a Síria

Ancara – A Turquia estima em cerca de 700 o número de mísseis terra-terra de diferentes capacidades nas mãos do regime do presidente sírio, Bashar al-Assad, e sabe precisamente os locais onde estão posicionados, afirmou o ministro turco das Relações Exteriores, Ahmet Davutoglu, ao jornal pró-governo Sabah.

“Assad possui cerca de 700 mísseis (…) hoje nós sabemos exatamente onde esses mísseis estão posicionados, como estão armazenados e em que mãos estão”, declarou Davutoglu.

O chefe da diplomacia turca fez essas declarações nesta quarta-feira a bordo do avião que o levava para Bruxelas, onde os 28 países da Otan se reuniram na terça-feira para aprovar o pedido de Ancara para deslocar o sistema de defesa antimísseis terra-ar Patriot para a sua fronteira com a Síria.

Davutoglu indicou que a comunidade internacional teme uma operação punitiva do regime sírio contra os países que exigem a sua saída, principalmente a Turquia, caso sinta o fim se aproximar.

Ele justificou o posicionamento das baterias de mísseis Patriot pelo temor de “ações de grupos sem controle”.

A Síria possui vários tipos de mísseis terra-terra, entre eles os Scud de fabricação russa.

A Turquia tem ressaltado que o posicionamento de mísseis Patriot era uma medida exclusivamente defensiva e que esses mísseis não seriam utilizados para implementar uma zona de exclusão aérea sobre a Síria.