Ministro recompensará assassino do autor de vídeo anti Maomé

Ministro de Ferrovias do Paquistão anunciou neste sábado que recompensará com US$ 100 mil

Islamabad – O ministro de Ferrovias do Paquistão, Ghulam Ahmed Bilour, anunciou neste sábado que recompensará com US$ 100 mil quem assassinar o autor do vídeo que ridiculariza Maomé.

Em entrevista coletiva realizada na cidade de Peshawar, o ministro afirmou que está consciente que estimular um assassinato é crime, mas declarou estar pronto para cometer esse delito, segundo os jornais ‘Dawn’ e ‘Express Tribune’.

‘Se existir alguma causa contra mim em uma corte internacional ou nacional, pedirei ao povo que me entregue’, disse Bilour, justificando sua medida ao sustentar que é o único modo de amedrontar os blasfemos.

O ministro de Ferrovias solicitou o apoio dos talibãs e da rede terrorista Al Qaeda e pediu que ‘os ricos ponham à disposição da causa todo seu dinheiro, para que assim o assassino possa ser banhado em ouro e dólares’.

O Paquistão viveu ontem um dia sangrento durante a celebração do recém instaurado ‘Dia de Amor a Maomé’, com a morte de pelo menos 19 pessoas nos distúrbios registrados nas cidades de Peshawar e Karachi. EFE