Ministro polonês cancela viagem a Israel por declarações de Netanyahu

O premiê de Israel, Benjamin Netanyahu, disse durante visita em Varsóvia que os poloneses "colaboraram com os alemães no Holocausto"

Varsóvia – O ministro de Relações Exteriores polonês, Jacek Czaputowicz, não viajará para Jerusalém para participar da cúpula do Grupo de Visegrado, informou nesta segunda-feira o primeiro-ministro Mateusz Morawiecki, devido a afirmações de Benjamin Netanyahu qualificadas de “racistas” por Varsóvia.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse durante sua recente estadia em Varsóvia que os poloneses “colaboraram com os alemães no Holocausto”, segundo foi citado por um meio de comunicação israelense.

O Ministério de Relações Exteriores polonês tinha voltado a convocar hoje a embaixadora de Israel em Varsóvia para pedir explicações.

A diplomata, Anna Azari, já disse na semana passada que tais declarações não eram certas.

O primeiro-ministro polonês, Mateusz Morawiecki suspendeu ontem sua viagem a Israel para assistir à cúpula do Grupo de Visegrado por causa das declarações do líder israelense.