Milhares protestam em favor de Mursi no Egito

Segundo agência estatal, uma pessoa ficou ferida por tiros ao participar de uma marcha pró-Mursi em Fayoum, sul do Cairo

Cairo – Milhares de partidários do presidente deposto do Egito, Mohamed Mursi, protestaram no Cairo nesta sexta-feira, gritando slogans contra o chefe do Exército, general Abdel Fattah al-Sisi, que o afastou do cargo em 3 de julho.

Uma pessoa ficou ferida por tiros ao participar de uma marcha pró-Mursi em Fayoum, sul do Cairo, informou a agência de notícias estatal Mena. Quatro ficaram feridas em confrontos entre apoiadores de Mursi e moradores na cidade de Zagazig, no Delta do Nilo, segundo a TV estatal.

Centenas de islamitas pró-Mursi foram às ruas na cidade costeira de Alexandria e na província de Buhayra, disseram testemunhas e fontes de segurança.

Os protestos de sexta-feira permaneceram pacíficos, em sua maioria. Em 6 de outubro, dezenas de partidários da Irmandade Muçulmana, de Mursi, foram mortos em protestos, num dos dias mais sangrentos desde que os militares depuseram o presidente.

O ministro do Interior, Mohamed Ibrahim, que sobreviveu a uma tentativa de assassinato em setembro, ordenou à polícia para enfrentar decididamente qualquer tentativa de descumprir a lei, informou a agência Mena.

Também nesta sexta-feira, homens armados mataram um policial em uma rua na cidade de El- Arish, norte do Sinai, disseram fontes médicas e de segurança.

O Egito está lutando contra uma insurgência islâmica na Península do Sinai, adjacente à Faixa de Gaza e Israel. Militantes baseados no Sinai intensificaram seus ataques contra militares e policiais desde julho.