Metade do PIB russo vai para corrupção

Segundo relatório da Associação de Advogados de Direitos Humanos, média de suborno é de 1400 dólares

Moscou – Na Rússia, um posto na polícia rodoviária é comprado por 50.000 dólares, e uma decisão favorável da justiça custa 33.000: no total, a metade do PIB russo vai parar nos bolsos de funcionários corruptos, revela um relatório independente publicado nesta segunda-feira.

O informe foi realizado entre 2 de julho de 2009 e 30 de julho de 2010 pela Associação de Advogados de Direitos Humanos (www.rusadvocat.com).

A investigação conclui, baseando-se em estatísticas oficiais e nos testemunhos dos autores de denúncias, que o mercado da corrupção representa 50% do PIB, e que o total médio de um suborno duplicou desde o início de 2010, até alcançar 44.000 rublos (1.100 euros, 1.400 dólares).

“Essas cifras correspondem a nossas estimativas”, declarou à AFP Ivan Nenenko, da Transparência Internacional, recordando que a Rússia ocupa o 146o. lugar da lista de 180 países que figuram em sua classificação, do menos ao mais corrupto.

Na Rússia o salário médio mensal é inferior a 600 euros.

Leia mais de corrupção

Siga as últimas notícias de Mundo no Twitter