Merkel segue liderando preferência de eleitores

A Alemanha está com eleições nacionais marcadas para 22 de setembro. A pesquisa Forsa ouviu 2.500 eleitores e foi realizada entre os dias 15 e 19 de julho

Berlim – A preferência pelo governo de coalizão da chanceler Angela Merkel em relação à esquerda subiu, segundo pesquisa divulgada hoje, indicando que o amplo escândalo envolvendo a forma como o governo alemão lidou com os programas de espionagem dos EUA não teve impacto na popularidade de Merkel entre seus eleitores.

A pesquisa Forsa conduzida pela revista alemã Stern e a RTL revelou que o apoio ao partido de Merkel, União Democrata Cristã (CDU, na sigla em inglês), e o partido bávaro, União Social Cristã, permaneceu estável em 41%, que somados aos 5% da coalizão Democratas Livres dá ao governo 46% da preferência.

Por outro lado, o apoio ao partido de oposição, Social Democrata, caiu um ponto porcentual para 22%, e o apoio para os verdes caiu dois pontos porcentuais para 12% – o menor nível deste outubro do ano passado. Juntos com 9% de apoio do partido da esquerda radical, Die Linke, a oposição de esquerda ficou com 43% da preferência.

O interessante é que a pesquisa revelou que os ataques da oposição à forma como o governo de Merkel lidou com as alegações de espionagem na Alemanha pelos EUA não afetou a popularidade da chanceler.

O apoio ao Social Democrata Peer Steinbruck como chanceler subiu um ponto porcentual para 21%, revelou a pesquisa, enquanto 57% dos eleitores ouvidos pela pesquisa tenham dito que continuam preferindo Merkel como chanceler.

A Alemanha está com eleições nacionais marcadas para 22 de setembro. A pesquisa Forsa ouviu 2.500 eleitores e foi realizada entre os dias 15 e 19 de julho.

Fonte: Dow Jones Newswires.