Merkel: não haverá recapitalização reatroativa aos bancos

Com a medida, a ajuda concedida à Espanha para recapitalizar os bancos em dificuldades aumentará a dívida pública espanhola

A chanceler alemã Angela Merkel afirmou nesta sexta-feira, em Bruxelas, que o programa de recapitalização direta para os bancos da Zona Euro não será feito de forma retroativa, pelo que no caso espanhol a ajuda ao setor financeiro contará com dívida pública.

“Não haverá recapitalização direta retroativa”, assegurou Merkel em uma coletiva de imprensa ao concluir a cúpula dos chefes de Estado e de Governo da Uniõa Europeia. Ou seja, que a ajuda concedida à Espanha para recapitalizar os bancos em dificuldades aumentará a dívida pública espanhola.

“Os bancos espanhois já têm um programa para recapitalizar suas instituições em dificuldades”, acrescentou.