Merkel exige maior pressão da União Europeia sobre Irã

Chanceler alemã também lamentou que as novas sanções ditadas pela UE, como o embargo petrolífero, não sejam apoiadas por Rússia e China

Berlim – A chanceler alemã, Angela Merkel, exigiu que a União Europeia pressione ainda mais o Irã diante da resistência ao controle de seu programa nuclear por parte do regime de Teerã, suspeito de tentar desenvolver armas atômicas.

‘Tudo o que escutamos do Irã não faz mais que aumentar nossa preocupação’, afirma Merkel em declarações publicadas nesta sexta-feira pelo rotativo bávaro ‘Passauer Neue Presse’.

Após lembrar que a Alemanha é um firme aliado de Israel, a chanceler assinala que o programa nuclear não ameaça apenas esse Estado, e sim ‘todo o mundo livre’.

Por fim, Merkel lamenta que as novas sanções ditadas pela UE contra o Irã, como o embargo petrolífero, não sejam apoiadas por Rússia e China.