Merkel e May defendem acordo nuclear com Irã

Enquanto Trump questionou o acordo, a chanceler alemã e a primeira-ministra britânica ratificaram o desejo de cooperar estreitamente na política exterior

Berlim – A chanceler alemã, Angela Merkel, e a primeira-ministra britânica, Theresa May, ratificaram nesta sexta-feira o desejo de cooperar estreitamente na política exterior perante os desafios comuns e mostraram apoio ao acordo nuclear iraniano, questionado pelo presidente americano, Donald Trump.

Depois de se reunir na sede da Chancelaria em Berlim, Merkel advogou por manter a cooperação com Londres na política internacional acima do “Brexit” e May concordou com ela.

Perante o Irã, a primeira-ministra britânica afirmou que seguirão trabalhando para preservar o acordo e garantir que é aplicado por todas as partes, embora compartilhem “as preocupações dos Estados Unidos sobre as atividades desestabilizadoras” de Teerã no Oriente Médio e estão dispostas a tomar “medidas” apropriadas a respeito.

Para Trump, o acordo nuclear assinado durante a etapa de seu antecessor na Casa Branca, Barack Obama, e apoiado pelas principais potências internacionais é “catastrófico” e só apresenta “coisas ruins a Israel”.

A sua aspiração é que sejam corrigidos os “defeitos fundamentais no terrível” pacto, de 2015, e que sejam impostas “linhas vermelhas”, pelo qual deu um ultimato aos seus aliados europeus.