Merkel defende finanças sustentáveis e mais competitividade

Políticos destacaram a necessidade de cumprir os programas de ajuste em andamento para que a Europa recupere a plena confiança dos mercados e dos investidores

Lisboa – A chanceler alemã, Angela Merkel, defendeu nesta segunda-feira dívidas sustentáveis e mais competitividade como única forma de a Europa superar a crise, durante sua visita a Portugal, país assolado por problemas financeiros e pela austeridade.

Em entrevista coletiva conjunta com o primeiro-ministro luso, Pedro Passos Coelho, ambos políticos conservadores destacaram a necessidade de cumprir os programas de ajuste em andamento para que a Europa recupere a plena confiança dos mercados e dos investidores.

Merkel, que realiza uma visita de seis horas a Portugal no meio de fortes medidas de segurança pela convocação de vários atos de protesto, reconheceu as ”dificuldades” vividas na Europa, mas ressaltou que o futuro das gerações europeias depende do cumprimento das reformas.

”A futura sustentabilidade das dívidas e dos investimentos é fundamental para Portugal e para os demais países”, declarou Merkel após uma reunião com Passos Coelho em um forte militar a 20 quilômetros de Lisboa.

A chanceler ressaltou que um dos principais problemas enfrentados pela Europa é ”o desnível da competitividade, e Portugal demonstra que esse fator pode ser melhorado”.