Mercosul discute situação do Paraguai

A expectativa é que seja feito um documento condenando o impeachment do ex-presidente paraguaio Fernando Lugo

Brasília – Ministros das Relações Exteriores de país que integram o Mercosul estão reunidos hoje (28) para discutir a situação política no Paraguai. O encontro ocorre em Mendoza, na Argentina. Amanhã (29), os chefes de Estado se reúnem por ocasião da Cúpula de Chefes de Estado. A Presidente Dilma Rousseff embarcará hoje (28) para a Argentina.

A expectativa é que seja feito um documento condenando o impeachment do ex-presidente paraguaio Fernando Lugo. O Paraguai já foi suspenso do bloco e o atual presidente, Federico Franco, e o ministro das Relações Exteriores do Paraguai, Fernández Estigarribia, não participarão das reuniões em Mendonza.

Além da crise no Paraguai, deverá ser debatida a proposta de acordo de livre comércio entre a China e o Mercosul.

No mesmo dia da cúpula de Chefes de Estado do Mercosul, será realizada a reunião da União de Nações Sul Americanas (Unasul) que também debaterá a crise no Paraguai.

Fernando Lugo sofreu processo de impeachment na sexta-feira (22), quando Senado paraguaio aprovou a saída dele do poder. O processo durou dois dias, e os países latino-americanos afirmaram que houve pouco tempo para Lugo se defender – o processo foi votado e aprovado em menos de 24 horas. O ex-presidente paraguaio foi acusado de mau exercício de suas funções. Com informações da Telesur.