Memorial do 11/9 em Nova York homenageia vítimas de Paris

Franceses residentes, turistas e americanos se reuniram ao redor da "árvore sobrevivente" e entoaram o hino nacional francês

Levando bandeiras francesas e flores, centenas de pessoas se reuniram nesta segunda-feira no Memorial dos atentados do 11 de Setembro, em Nova York, onde fizeram um minuto de silêncio pelas vítimas dos ataques em Paris.

Franceses residentes, turistas e americanos se reuniram ao redor da “árvore sobrevivente”, que foi resgatada dos escombros do World Trade Center e replantada como símbolo de sobrevivência. No local, entoaram o hino nacional francês.

Segundo os responsáveis pelo Memorial Nacional 11 de Setembro, o tributo foi dedicado aos 129 mortos nos ataques de Paris, às centenas de feridos e aos serviços de emergência, que mostraram uma “coragem incrível”.

“O Memorial Nacional e o Museu do 11 de Setembro se solidarizam totalmente com a França, assim como o povo francês se uniu e apoiou à nossa cidade e ao nosso país, quando mais precisávamos”, disse o presidente do Memorial, Joe Daniels.

Ao homenagear os mortos e os feridos, o ex-embaixador americano na França, Craig Stapleton, também destacou a capacidade de recuperação.

“Esse lugar foi testemunha de um sofrimento incrível, mas, ao estar aqui, mostramos que é possível vencer a angústia”, declarou.

O cônsul-geral francês, Bertrand Lortholary, também participou da cerimônia, que se seguiu a outras vigílias realizadas no fim de semana.