Melania Trump visita fronteira com o México

A primeira-dama realizou a visita em meio a grandes críticas sobre a política de "tolerância zero", que separa crianças de seus pais imigrantes ilegais

A primeira-dama dos Estados Unidos, Melania Trump, iniciou nesta quinta-feira uma visita surpresa ao estado do Texas, em meio à polêmica sobre a separação de crianças de famílias migrantes.

O próprio presidente Donald Trump anunciou à imprensa na Casa Branca que sua esposa realizaria a visita, uma informação posteriormente confirmada pelo serviço de comunicação da primeira-dama americana.

Na cidade de McAllen, Melania visitou um abrigo para crianças migrantes administrado pela igreja luterana e planejava ir a um centro de processamento de migrantes da guarda de fronteira.

De acordo com informações do gabinete da primeira-dama, o abrigo visitado reúne atualmente cerca de 60 pessoas, com idades entre 5 e 17 anos, de Honduras e El Salvador.

Segundo a mesma fonte, apenas seis das crianças naquele local foram separadas de suas famílias após entrarem no território dos Estados Unidos.

Stephanie Grisham, diretora de comunicação do gabinete de Melania, indicou à imprensa que a ideia da visita havia sido da própria primeira-dama. “Ela nos pediu para que preparássemos a viagem porque queria ver a situação por si mesma”, explicou.

Seguindo a política de “tolerância zero” anunciada em maio, o governo passou a prender e processar todos os adultos que entraram no país clandestinamente, e por isso passou a separar crianças e menores de idade, que foram então enviados para outros abrigos. Segundo dados oficiais, 2.342 crianças e menores estão nessa situação até o momento.