Médico italiano com ebola desembarca em Roma

O médico que contraiu o vírus em Serra Leoa desembarcou em Roma para receber tratamento

Roma – O médico italiano que contraiu o vírus ebola em Serra Leoa desembarcou na manhã desta terça-feira em Roma para receber tratamento.

O paciente, o primeiro italiano vítima do vírus, chegou ao aeroporto militar de Pratica di Mare, ao sul de Roma, a bordo de um avião militar.

Ele foi levado em uma ambulância escoltada pela polícia até o Instituto Nacional para Doenças Infecciosas Lazzaro Spallanzani, ao sudoeste da capital italiana.

O médico, que não teve a identidade divulgada, trabalhava para a ONG italiana Emergency em um centro de paciente de ebola em Serra Leoa.

De acordo com a ONG, o médico apresentou resultado positivo ao teste do vírus ebola, mas o ministério da Saúde destacou que até o momento ele não apresenta febre ou algum sintoma severo e que o estado geral é considerado bom.

A epidemia, que começou há quase um ano, matou 5.459 pessoas, de um total de 15.351 casos detectados, segundo o balanço mais recente da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A grande maioria dos casos foi registrada na Guiné, Libéria e Serra Leoa.