McCain não votará a favor de projeto de reforma da saúde dos EUA

O novo projeto de reforma no sistema de saúde, que revoga grande parte do Obamacare, precisa conter com ao menos 50 votos para ser aprovado

Washington – O senador republicano John McCain afirmou nesta sexta-feira que não pode votar a favor do novo projeto de reforma no sistema de saúde, que revoga grande parte do Obamacare.

O movimento reduz as esperanças de aprovação da proposta, que precisa conter com ao menos 50 votos a favor.

Há 52 senadores republicanos e McCain é o segundo congressista do partido a dizer que não apoia o projeto elaborado pelos republicanos Bill Cassidy e Lindsey Graham.

“Não posso, em boa consciência, votar na proposta Graham-Cassidy”, disse. Para ele, os fatores que influenciaram sua decisão foram, entre outros, a falta de uma análise completa da proposta por parte do apartidário Escritório de Orçamento do Congresso (CBO, na sigla em inglês).